Home » Artigos de Saúde » Amamentação Materna » Aleitamento Materno - aspectos essenciais
Aleitamento Materno - aspectos essenciais

"Bebês que são alimentados com leite materno têm menor índice de infecções e alergias durante o primeiro ano de vida, quando comparados a bebês que recebem outros tipos de leite. O leite materno não custa nada e está pronto a qualquer momento".

Quando iniciar?

O aleitamento materno deve ser iniciado logo após o nascimento. Se possível, segure o bebê bem próximo a si, deixando-o sugar seus seios. Caso ele esteja ansioso para alimentar-se, tentará mamar. Aqui estão algumas coisas a serem lembradas:

- Comece assumindo uma posição confortável. Assegure-se de tomar um pouco de água, leite ou suco caso esteja com sede.
- Use travesseiros para apoio.
- Segure o bebê de maneira aconchegante e firme para apoiá-lo bem.
- Certifique-se que o bebê obtenha uma boa embocadura, um bom encaixe, no seio.
- Aguarde até que a boca esteja bem aberta. Ponha dentro da boca do bebê praticamente toda a área escura que envolve o mamilo (a aréola).
- Não toque o rostinho do bebe, por que isso desencadeará um reflexo natural e fará com que ele se vire, dando a impressão que não quer mais mamar.
- Relaxe.

Amamente seu bebê sempre que este chorar ou aparentar fome. Seu bebê provavelmente precisará ser amamentado a cada 2 horas aproximadamente. A duração da mamada deve ser de 20 minutos a meia hora. Se o bebê dormir, enquanto estiver mamando, o que é muito comum, acorde-o, pois ele precisar receber a quantidade certa de alimento. É ideal que ele amamente umas 8 vezes por dia no início.

Durante quanto tempo deve ser amamentado o bebê?

Amamente o bebê durante 10 minutos no primeiro seio e durante o tempo que ele quiser no segundo. Seu objetivo é amamentá-lo por um total de 20 a 30 minutos em cada refeição. Lembre-se de sempre mudar o seio que inicia a amamentação na refeição seguinte. Uma vez que seu suprimento de leite esteja bem estabelecido (o que ocorre 2 a 3 semanas após o nascimento do bebê), 10 minutos de amamentação por seio serão suficientes.

Como saber se o bebê está obtendo alimentação suficiente?

Quanto mais amamentá-lo, mais leite será produzido pelo seu seio. Porém, devido ao fato de não poderem ver o quanto de leite materno o bebê está recebendo, muitas mulheres se preocupam com a possibilidade do bebê não estar recebendo o suficiente.

O bebê está obtendo o que precisa se:

- Estiver ganhando peso.
- Seu recém-nascido apresentar 6 ou mais fraldas molhadas por dia.

• Em relação às fezes, não se pode ter uma noção exata, por que alguns bebês mamam tão bem e aproveitam tanto o leite materno, que se considera normal que fiquem alguns dias sem evacuar. Não é para se preocupar, caso isso aconteça, exceto quando apareça algum outro sintoma concomitante (Vômitos ou barriguinha inchada, por exemplo).

É importante certificar-se que:

- A mãe está bebendo grandes quantidades de líquidos por dia, pelo menos 8 copos de água, leite ou suco.
- A mãe está comendo uma variedade de alimentos saudáveis, especialmente alimentos com cálcio.
- A mãe está devidamente descansada.
- A mãe não deve ingerir alimentos muito temperados ou gordurosos, porque eles podem fazer mal ao bebê.

Pode ser administrado água ou outros tipos de leite através de mamadeira?

Não é preciso dar água ou outro tipo de leite ao bebê durante o primeiro mês de vida. O leite do seu seio tem exatamente o que o bebê precisa e ao fornecer água ou outro tipo de leite ao bebê, especialmente nas primeiras 4 a 6 semanas, você pode, de fato, estar diminuindo seu suprimento de leite. Porém, após o primeiro mês de vida é importante fornecer água nos intervalos. Nos dias de mais calor, mesmo durante o primeiro mês, um pouco de água ou chá de erva doce pode ser dado nos intervalos.

O que fazer se os seios ficarem inchados ou dolorosos?

Ter seios inchados é normal entre o segundo e o quarto dias após o nascimento. Isto se chama apojadura e acontece quando o leite está "descendo". Pode demorar um pouco para que seus seios e as refeições do bebê atinjam um equilíbrio. Os seios também podem ficar inchados se:

- O bebê não estiver se alimentando com freqüência e por tempo suficiente.
- O bebê não estiver na posição adequada quando estiver mamando.

A melhor coisa a se fazer é amamentar ao seio bem (ou seja, por tempo adequado) e freqüentemente!

Cheque e tenha certeza de que seu bebê está na posição correta.

Também pode ajudar fazer a extração de pequena quantidade de leite antes da amamentação, colocar panos molhados, quentes, nos seios, ou tomar um banho ou ducha quente. Desta forma, o bebê terá maior facilidade para mamar.

E quanto a colocar o bebê para arrotar?

Isto é importantíssimo e algumas mães, por estarem cansadas ou por desconhecerem sua importância, se descuidam. Um bebê, quando mama ao seio, também ingere ar, embora em menor quantidade que na mamadeira. Por isso ele deve ser sempre colocado para arrotar, para evitar as "terríveis" cólicas que afetam tanto o bebê quanto a sua família, que sofre junto. Exercícios com as perninhas, tipo bicicleta, quando estiver de barriguinha vazia, também ajudam a que os gazes sejam eliminados. Nunca coloque seu bebê no berço sem arrotar.

Fonte: Artigos de Saúde da Internet

 
Outros artigos de Amamentação Materna
Amamentação e Dietas Para Emagrecer
A Exposição Materna ao Cigarro e o Aleitamento
Fundamentos de Alimentação ao Seio Materno - Versão Simplificada
Todas as informações contidas neste site têm a intenção de somente informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento.

Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

“NÃO TOME NENHUM MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PREJUDICIAL PARA SUA SAÚDE”.
Consulte Também
Bulário NOVO!
Laboratórios
Medicamentos Genéricos
Medicamentos Referência
Perguntas e Respostas
Medicamentos Genéricos
Embalagem
Glossário
O que são Genéricos
Quem somos?
Quem Somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Adicionar Favoritos
Indique este site
Links Rápidos
Alertas e Informes ANVISA
Unidades Públicas de Saúde
Conselho Nacional de Saúde
Conselho Federal de Farmácia
© 2017 Busca Remédio - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade