Home » Artigos de Saúde » Cirurgia Plástica » Tatuagens e Body Piercing: A Linguagem do Corpo
Tatuagens e Body Piercing: A Linguagem do Corpo

Para alguns, as tatuagens e o uso de piercings são sinais de diferenciação, de marginalidade, ou de que a pessoa pertence a um grupo específico. Para outros, é um recurso de embelezamento.

Mas além das diferentes interpretações, a moda de enfeitar o corpo com anéis e tatuagens pode trazer complicações tanto físicas como sociais.

Mas se você é um daqueles que desejam passar por esta experiência, o melhor a fazer é conhecer os riscos e conseqüências destas práticas, e as precauções que se devem tomar.

A tendência do uso de tatuagens e de piercings ganhou milhões de adeptos entre os adolescentes e jovens de toda a América Latina nos últimos cinco anos; esta moda, que se originou na Europa e nos Estados Unidos, não tem, entretanto, na maioria dos países, qualquer tipo de legislação sanitária que a regule.

Além disso, em qualquer parte do mundo, a perfuração do corpo ou a injeção de uma tinta na pele implica em uma auto agressão ao organismo, que pode trazer desde simples reações passageiras até complicações ou conseqüências sérias definitivas.

"A tatuagem é a aplicação de uma substância intradérmica de pigmento, de origem vegetal ou mineral. Se realizadas por profissionais idôneos, não existem grandes riscos.

Existem centenas de milhares de pessoas tatuadas, e as complicações são relativamente baixas. Por outro lado, caso seja realizada de maneira improvisada, como a feita nas prisões, pode ter grandes riscos para a saúde", disse o Dr.Carlos Fernando Gatti, presidente da Sociedade Argentina de Dermatologia.

O especialista diferencia a pequena tatuagem decorativa daquelas que cobrem grandes partes do corpo, e que podem ser consideradas como sinal de distúrbio da personalidade.

Uma marca indelével

A experiência demonstra que com a mesma intensidade com que um adolescente deseja tatuar-se, ele procura, no futuro, retirá-la.

As principais causas observadas para remover tatuagens são: a pessoa madura se dá conta de que não se sente mais confortável com aquela marca; ou ainda porque ela lhe traz problemas na sua inserção na sociedade e no mercado de trabalho. Mas a remoção de uma tatuagem não é tão fácil.

"Muitas pessoas chegam ao hospital procurando retirar a tatuagem, pois ela impede muitas vezes o indivíduo de conseguir um trabalho.

Para retirar uma tatuagem, utilizou-se vários métodos, na dependência do local onde elas se encontram e da superfície corporal comprometida. Se é, por exemplo, uma tatuagem pequena e linear, como um nome, pode-se retirá-la através de uma simples recepção da pele seguida de uma sutura; neste caso a tatuagem é substituída por uma pequena cicatriz linear.

Porém, quando as tatuagens são muito grandes, e localizadas no tórax, dorso, braços ou pernas, há necessidade de uma incisão com um bisturi e a colocação de um enxerto de pele obtido em outro local do corpo.

Este procedimento implica em riscos como qualquer outra intervenção cirúrgica ", explicou o cirurgião plástico Oscar Alfredo Merbilha, do Hospital Municipal de Queimados de Buenos Aires, Argentina.

O uso de laser é outra alternativa para disfarçar as tatuagens. Produz uma queimadura da tinta, mas que deixa uma mancha no local do desenho. Este método é caro e não é uma solução considerada como 100% eficaz.

"Não se pode brincar com o laser, ele também é uma agressão ao corpo e nem todas as tintas empregadas na tatuagem podem ser queimadas com este tipo de técnica, advertiu o Dr. Fernando Gatti.

Enfeites perigosos

Nariz, orelha, sobrancelhas, pés, genitais, boca, braços, o umbigo, qualquer parte do corpo pode ser perfurada e atravessada com um anel de diferentes tamanhos e materiais. Em uma edição recente da revista Emergency, o Dr. CharlesStewart, do Colorado Springs e Dakota Heartland Hospital, EUA, resumiu as complicações observadas como conseqüência de diferentes tipos de perfurações.

Alergias

As mais comuns são provocadas pela coloração da bijuteria feita com metais que provocam dermatite de contato em algumas pessoas. Tipicamente, as alergias se apresentam como uma lesão com uma crosta.

Infecções quando não se entregam técnicas estéreis, podem-se introduzir bactérias e vírus na corrente sanguínea, incluindo o da hepatite B (que pode causar hepatite crônica e câncer hepático), e o HIV (o vírus causador da Aids).

Em pessoas nascidas com defeitos nas válvulas cardíacas pode surgir uma infecção cardíaca potencialmente fatal denominada endocardite bacteriana. As áreas de mucosa (boca, nariz, língua, e genitais) são mais sensíveis, e podem contrair infecções permanentes.

Traumatismos existem partes do corpo como a língua, o umbigo, os mamilos, os lábios, os genitais, que se encontram mais expostas ao arrancamento. A perfuração da língua pode levar a uma perda permanente da sensação do paladar, dificuldade para falar, e também há problemas de respiração (caso o edema seja muito grande).

Cicatrices hipertróficas

São também chamadas de quelóides. Em algumas pessoas são bastante antiestéticas e acabam por levar à necessidade de uma intervenção cirúrgica.

Recomendações dos especialistas para a prevenção de complicações

- Aplicar a vacina anti tetânica.

- Não apresentar nenhum tipo de doença ou infecção no momento da tatuagem ou da colocação do piercing. O fato de se apresentar uma doença, por menor que seja, pode indicar que que a pessoa tenha um sistema imunológico debilitado. Qualquer elemento estranho que se incorpore ao organismo pode aumentar uma eventual imunodepressão.

- Realizar o procedimento sobre a pele sadia. Sem queimaduras, reações alérgicas, e nem doenças crônicas de pele.

- Não ter antecedentes alérgicos importantes.

- No caso da tatuagem, comprovar se estão sendo usadas tinturas vegetais. Averiguar a idoneidade do profissional e das condições de higiene e de assepsia.

- Verificar se ele utiliza avental e luvas, material descartável, e se tem estufa para esterilização. Eventualmente você poderá levar as suas próprias agulhas.

- Peça um recibo pelo pagamento do serviço.

- Fazer um preparo muito bom da área a ser tratada. Lavar previamente com água e sabão, e um anti-séptico. Após o procedimento, fazer os curativos até que o processo inflamatório normal da pele desapareça. Aplicar um creme ou líquido anti-séptico ao menos durante as primeiras 48 horas. Não expor a tatuagem ao sol nos primeiros dias.

- Observar o local, e em caso de sintomas tais como febre, a vermelhidão e o/ou inflamação dos vasos linfáticos próximos, ou dor intensa, procure imediatamente um médico. Em caso do body piercing, evite efetuá-lo nas partes do corpo mais sensíveis e já mencionadas.

- Caso vá tatuar o tórax, ombros, ou dorso, lembre-se que estas áreas do corpo habitualmente cicatrizam mal (com quelóides), em caso de vir a desejar retirar a tatuagem posteriormente. A face e o dorso das mãos são duas partes do corpo que não deveriam ser tatuadas nem perfuradas, enfatizam os especialistas. Tanto por suas conseqüências físicas como sociais, muitas pessoas se arrependem em pouco tempo de tê-las efetuado.

 

Fonte: Artigos de Saúde da Internet

 
Outros artigos de Cirurgia Plástica
Estética facial
Como a Lipoaspiração Pode Modelar o Seu Corpo
Cirurgia Plástica: A estética toma conta do país
Acne: inimiga da aparência feminina
Todas as informações contidas neste site têm a intenção de somente informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento.

Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

“NÃO TOME NENHUM MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PREJUDICIAL PARA SUA SAÚDE”.
Consulte Também
Bulário NOVO!
Laboratórios
Medicamentos Genéricos
Medicamentos Referência
Perguntas e Respostas
Medicamentos Genéricos
Embalagem
Glossário
O que são Genéricos
Quem somos?
Quem Somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Adicionar Favoritos
Indique este site
Links Rápidos
Alertas e Informes ANVISA
Unidades Públicas de Saúde
Conselho Nacional de Saúde
Conselho Federal de Farmácia
© 2017 Busca Remédio - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade