Home » Bulário » ESMERON
Ver preço com desconto
Laboratório de Esmeron
Organon
Apresentação de Esmeron
Amp. de 5 ou 10 ml c/ 10 mg/ml
Informações sobre Esmeron
Esmeron (brometo de rocurônio) é um agente bloqueador neuromuscular não-despolarizante de ação intermediária, com rápido início de ação, que apresenta todas as ações farmacológicas características desta classe de fármacos (curariforme). Esmeron atua competindo pelos colinorreceptores nicotínicos da placa motora terminal. Esta ação é antagonizada pelos inibidores da acetilcolinesterase, tais como neostigmina, edrofônio e piridostigmina. A DE90 (dose requerida para produzir uma depressão de 90% da transmissão neuromuscular do polegar à estimulação do nervo ulnar) durante a anestesia intravenosa é de aproximadamente 0,3 mg/kg de peso corporal. Dentro de 60 segundos após a administração intravenosa de uma dose de 0,6 mg/kg de peso corporal de brometo de rocurônio (2 vezes a DE90 sob anestesia intravenosa) podem ser obtidas condições de intubação adequadas em quase todos os pacientes, dos quais 80% apresentam condições de intubação classificadas como excelentes. Dentro de 2 minutos estabelece-se uma paralisia muscular geral adequada para qualquer tipo de intervenção cirúrgica. A duração clínica do bloqueio (duração até a recuperação espontânea de 25% da transmissão neuromuscular) com esta dose é de 30-40 minutos. A duração total (tempo até a recuperação espontânea de 90% da transmissão neuromuscular) é de 50 minutos. O tempo médio para a recuperação espontânea de 25% a 75% da transmissão neuromuscular (índice de recuperação), depois de uma dose em bolo de brometo de rocurônio de 0,6 mg/kg de peso corporal, é de 14 minutos. Doses de brometo de rocurônio inferiores a 0,3-0,45 mg/kg de peso corporal (1-1 1/2 vez a DE90) prolongam o início de ação e diminuem a duração da ação. Após a administração de brometo de rocurônio em uma dose de 0,45 mg/kg de peso corporal, obtêm-se condições de intubação aceitáveis após 90 segundos. Após uma dose de 1,0 mg/kg de peso de brometo de rocurônio durante a indução de seqüência rápida de anestesia, são obtidas condições adequadas de intubação dentro de 60 segundos em 93% dos pacientes sob anestesia propofol e em 96% dos pacientes sob anestesia com fentanil/tiopental.
Indicações de Esmeron
Esmeron é indicado como adjuvante à anestesia geral para facilitar a intubação endotraqueal em procedimentos de rotina e de indução de seqüência rápida de anestesia, e para relaxar a musculatura esquelética durante as intervenções cirúrgicas. Esmeron também é indicado como adjuvante na unidade de terapia intensiva (UTI) para facilitar a intubação endotraqueal e a ventilação mecânica.
Contra Indicações de Esmeron
Esmeron é contra-indicado a pacientes que tenham manifestado alergia ao rocurônio, ao íon brometo ou a qualquer um de seus componentes.
Reações Adversas de Esmeron
Reações anafiláticas: Embora muito raras, foram relatadas reações anafiláticas graves a agentes bloqueadores neuromusculares, incluindo Esmeron. Em alguns casos essas reações foram fatais. Devido à possível gravidade destas reações, deve-se sempre supor que elas podem ocorrer e tomar as precauções necessárias. Liberação de histamina e reações histaminóides: Uma vez que os agentes bloqueadores neuromusculares são sabidamente capazes de induzir a liberação de histamina, tanto local quanto sistemicamente, a possibilidade de ocorrência de reações pruriginosas e eritematosas no local da injeção e/ou reações histamínicas (anafilóides) generalizadas, tais como broncoespasmo e alterações cardiovasculares (p. ex., hipertensão e taquicardia), deve ser sempre levada em consideração quando se administram tais drogas. Em estudos clínicos foram observados apenas pequenos aumentos nos níveis plasmáticos médios de histamina após a administração rápida em bolo de doses de 0,3 a 0,9 mg de brometo de rocurônio por kg de peso. Reações no local da injeção: Durante indução de seqüência rápida de anestesia foi relatada dor à injeção, especialmente quando o paciente não havia perdido completamente a consciência, e particularmente quando o propofol foi usado como agente de indução. Em estudos clínicos foi observada dor à injeção em16% dos pacientes submetidos à indução de seqüência rápida de anestesia com propofol, e em menos de 0,5% dos pacientes submetidos à indução de seqüência rápida de anestesia com fentanil e tiopental.
Posologia de Esmeron
Assim como outros agentes bloqueadores neuromusculares, a dose de Esmeron deve ser individualizada para cada paciente. Para definir a dose, deve-se levar em consideração o tipo de anestesia utilizada, a duração prevista da cirurgia e da ventilação mecânica, o método de sedação empregado, a possível interação com outros medicamentos administrados antes e/ou durante a anestesia e o estado do paciente. Recomenda-se o emprego de uma técnica adequada para controlar o bloqueio neuromuscular e a sua recuperação. Os anestésicos inalatórios potencializam o efeito do bloqueio neuromuscular de Esmeron. No entanto, esta potencialização torna-se clinicamente relevante durante a anestesia quando os agentes voláteis alcançam as concentrações tissulares requeridas para a referida interação. Conseqüentemente, durante procedimentos mais prolongados (tempo superior a 1 hora) sob anestesia inalatória (ver Interações medicamentosas), os ajustes de dose de Esmeron devem ser feitos pela administração de doses de manutenção menores em intervalos menos freqüentes, ou pelo uso de doses de infusão mais baixas de Esmeron. As doses apresentadas a seguir podem servir de diretriz para intubação endotraqueal e relaxamento muscular em procedimentos cirúrgicos de curta a longa duração e para uso na unidade de terapia intensiva em adultos. Procedimentos cirúrgicos: Intubação endotraqueal: A dose padrão para intubação durante anestesia de rotina é de 0,6 mg/kg de peso de brometo de rocurônio. Com tal dose são obtidas condições adequadas de intubação dentro de 60 segundos em quase todos os pacientes. Recomenda-se uma dose de 1,0 mg/kg de peso de brometo de rocurônio para facilitar as condições de intubação endotraqueal durante indução de seqüência rápida de anestesia. Com tal dose também são obtidas condições adequadas de intubação dentro de 60 segundos em quase todos os pacientes. Se for utilizada uma dose de 0,6 mg/kg de peso de brometo de rocurônio para indução de seqüência rápida de anestesia, recomenda-se intubar o paciente 90 segundos após a administração do brometo de rocurônio. Em pacientes submetidas à cesariana, recomenda-se usar apenas uma dose de 0,6 mg/kg de peso de brometo de rocurônio, uma vez que a dose de 1,0 mg/kg de peso não foi investigada nesse grupo de pacientes. Dose de manutenção: A dose de brometo de rocurônio recomendada para manutenção é de 0,15 mg/kg de peso corporal. Em caso de anestesia inalatória de longa duração, a dose de brometo de rocurônio deve ser reduzida para 0,075-0,1 mg/kg de peso corporal. As doses de manutenção devem ser administradas preferencialmente quando a transmissão neuromuscular tenha se recuperado em 25%, ou quando houver 2 a 3 contrações em resposta a um estímulo TOF. Infusão contínua: Caso Esmeron seja administrado por infusão contínua, a dose inicial recomendada é de 0,6 mg/kg de peso corporal de brometo de rocurônio, iniciando-se a administração por infusão após o início da recuperação do bloqueio neuromuscular. A taxa de infusão deve ser ajustada de modo a manter uma resposta da transmissão neuromuscular de 10% do controle do tamanho da contração ou manter 1 a 2 contrações em resposta a um estímulo TOF. Em adultos sob anestesia intravenosa, a taxa de infusão requerida para manter o bloqueio neuromuscular a este nível está entre 0,3-0,6 mg/kg/hora, e sob anestesia inalatória a taxa de infusão varia entre 0,3-0,4 mg/kg/hora. É essencial o controle contínuo do bloqueio neuromuscular, uma vez que os requisitos da taxa de infusão variam de um paciente para outro e com o tipo de anestesia utilizada. Doses na pediatria: Crianças (1-14 anos) e lactentes (1-12 meses) sob anestesia com halotano apresentam sensibilidade a Esmeron semelhante a dos adultos. O início de ação é mais rápido em lactentes e crianças do que em adultos. A duração clínica é mais curta em crianças do que em adultos. Até o momento não há dados disponíveis para sustentar o uso de Esmeron em neonatos (0-1 mês). Doses em pacientes geriátricos e pacientes com alterações hepáticas e/ou das vias biliares e/ou insuficiência renal: A dose padrão para intubação de pacientes geriátricos e pacientes com alterações hepáticas e/ou das vias biliares e/ou insuficiência renal durante anestesia de rotina é de 0,6 mg/kg de peso corporal de brometo de rocurônio. Deve-se considerar uma dose de 0,6 mg/kg para indução de seqüência rápida de anestesia nos pacientes em que se espera um prolongamento da ação. Independentemente da técnica anestésica aplicada, recomenda-se para tais pacientes uma dose de manutenção de brometo de rocurônio de 0,075-0,1 mg/kg de peso corporal, com uma velocidade de infusão de 0,3-0,4 mg/kg/hora (ver Infusão contínua). Doses em pacientes obesos e com excesso de peso: Ao utilizar Esmeron em pacientes com excesso de peso ou obesos (definidos como pacientes com peso corporal superior a 30% ou mais em relação ao peso corporal ideal), as doses devem ser reduzidas em função do peso corporal ideal. Procedimentos na unidade de terapia intensiva: Intubação endotraqueal: Para intubação endotraqueal deve-se usar as mesmas doses recomendadas para procedimentos cirúrgicos. Facilitação da ventilação mecânica: Recomenda-se o uso de uma dose inicial de 0,6 mg/kg de peso de brometo de rocurônio, seguida por uma infusão contínua assim que haja recuperação de 10% ao estímulo ou 1 a 2 contrações em resposta a um estímulo TOF. As doses devem ser sempre ajustadas para cada paciente. Em adultos, para manter o bloqueio neuromuscular em 80%-90% (1 a 2 contrações em resposta a um estímulo TOF), recomenda-se uma velocidade inicial de infusão de 0,3-0,6 mg/kg/hora durante a primeira hora de administração, a qual deverá ser reduzida, de acordo com a resposta individual, durante as próximas 6-12 horas. A partir daí, os requisitos individuais de dose permanecem relativamente constantes. Em estudos clínicos controlados foi encontrada uma grande variabilidade entre os pacientes nas velocidades horárias de infusão, com a velocidade média de infusão horária variando de 0,2-0,5 mg/kg/hora, dependendo da natureza e extensão da falência de órgãos, medicação concomitante e características individuais dos pacientes. Recomenda-se enfaticamente a monitoração da transmissão neuromuscular para se obter ótimo controle individual do paciente. Foi investigada a administração por até 7 dias. Até o presente momento não há dados que justifiquem recomendações de dose para facilitar a ventilação mecânica em pacientes pediátricos e geriátricos.
Ver preço com desconto
Aqui você encontra a bula do medicamento Esmeron. Todas as informações sobre o medicamento Esmeron têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento com o medicamento Esmeron. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com o medicamento Esmeron devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.
Todas as informações contidas neste site têm a intenção de somente informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento.

Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

“NÃO TOME NENHUM MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PREJUDICIAL PARA SUA SAÚDE”.
Consulte Também
Bulário NOVO!
Laboratórios
Medicamentos Genéricos
Medicamentos Referência
Perguntas e Respostas
Medicamentos Genéricos
Embalagem
Glossário
O que são Genéricos
Quem somos?
Quem Somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Adicionar Favoritos
Indique este site
Links Rápidos
Alertas e Informes ANVISA
Unidades Públicas de Saúde
Conselho Nacional de Saúde
Conselho Federal de Farmácia
© 2019 Busca Remédio - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade