Home » Notícias de Saúde
15/03/2009 - Descoberto como bactérias evoluem para atacar o ser humano

Evolução para o mal

Um grupo de pesquisadores do Canadá, Austrália e Estados Unidos descobriu uma nova maneira por meio da qual as bactérias evoluem na forma de algo capaz de fazer adoecer o homem com mais eficiência.

Os cientistas identificaram que as bactérias se desenvolvem em patógenos, ou agentes causadores de doenças, pela reprogramação de seu DNA regulatório, o material genético que controla os genes causadores de doenças.

Até então, achava-se que a evolução de tais infecções ocorria principalmente pela adição ou subtração de genes no organismo. O estudo será publicado esta semana no site e em breve na edição impressa da revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

 

Reprogramação genética

De acordo com os autores, o trabalho tem implicações em como identificar e estabelecer risco para doenças emergentes.

"As células bacterianas contêm cerca de 5 mil genes diferentes, mas apenas uma fração deles é usada a cada vez. Essa é a diferença entre ser capaz ou ser incapaz de causar doença, ou quando e quais genes são ligados", disse o canadense Brian Coombes, professor do Departamento de Bioquímica e Ciências Biomédicas da Universidade McMaster, principal autor do estudo.

"Descobrimos como as bactérias evoluem para ligar apenas a combinação certa de genes de modo a causar doença em um hospedeiro. É um processo semelhante a tocar um instrumento musical: é preciso tocar as notas certas na ordem correta, de modo a fazer música", destacou.

 

Monitoramento de novas doenças

Com o crescente aumento de doenças infecciosas em todo o mundo, a descoberta tem consequências importantes para a identificação de novos patógenos no ambiente. Atualmente, os cientistas monitoram o risco de novas doenças pela análise do conteúdo genético de bactérias encontradas na água, em alimentos ou em animais.

"Os resultados abrem também novos e importantes desafios para nossa pesquisa, à medida que continuaremos com a ideia de poder identificar o risco de novos patógenos. Agora, sabemos que a questão não está apenas no conteúdo genético, mas no conteúdo genético somado à regulação desses genes", disse Coombes.

 

Fonte: Agência Fapesp

 
Outras notícias
15/03/2009 - O que é Osteoporose - Medidas Preventivas
15/03/2009 - Saiba mais sobre um dos principais problemas de saúde no Brasil: A Hipertensão...
15/03/2009 - Qual o rémédio para gripe suina?
15/03/2009 - O que é gripe suina?
15/03/2009 - Ministério da Saúde monitora 20 casos suspeitos de gripe suína no Brasil
15/03/2009 - Anvisa alerta: Cuidados para não comprar medicamentos falsificados
15/03/2009 - Técnica reduz risco de lesão em bebês com falta de oxigenação
15/03/2009 - Dieta com muitas gorduras prejudica fertilidade da mulher
15/03/2009 - Lipo a laser elimina até 4 cm de gordura localizada numa sessão
15/03/2009 - Consumir diariamente frutas, verduras e legumes, diminui o risco...
15/03/2009 - Casos de dengue aumentam 270% na Bahia
15/03/2009 - Teste detecta Alzheimer no princípio da doença
15/03/2009 - Falta de apoio dos médicos restringe crescimento do uso de genéricos
15/03/2009 - Nanotecnologia cria próteses com menor risco de rejeição
15/03/2009 - Brasileiros descobrem protetor solar sem efeitos colaterais
Todas as informações contidas neste site têm a intenção de somente informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento.

Decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

“NÃO TOME NENHUM MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PREJUDICIAL PARA SUA SAÚDE”.
Consulte Também
Bulário NOVO!
Laboratórios
Medicamentos Genéricos
Medicamentos Referência
Perguntas e Respostas
Medicamentos Genéricos
Embalagem
Glossário
O que são Genéricos
Quem somos?
Quem Somos
Política de Privacidade
Fale Conosco
Adicionar Favoritos
Indique este site
Links Rápidos
Alertas e Informes ANVISA
Unidades Públicas de Saúde
Conselho Nacional de Saúde
Conselho Federal de Farmácia
© 2017 Busca Remédio - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade